AgroEconomia

De setembro para outubro exportação de ovos férteis aumentou 140%, aponta SECEX/ME

Depois de recuarem, em agosto e setembro, a níveis não registrados nos últimos 10 anos, em outubro último as exportações de ovos férteis destinados à produção de pintos de corte registraram expansão próxima de 140% em relação ao mês anterior – aponta o relatório mensal da SECEX/ME.

Para se ter ideia do recuo ocorrido no bimestre agosto e setembro basta dizer que o volume exportado nesses dois meses – menos de 12 milhões de unidades no total – ficou mais de 25% aquém dos quase 16 milhões registrados em julho.

Já em outubro, o volume embarcado voltou a registrar resultados mais compatíveis com os observados nos sete primeiros meses de 2019. Assim, mesmo registrando números mais de um terço inferiores aos do mesmo mês do ano passado, os embarques do mês ficaram próximos dos 13 milhões de unidades (quase 36 mil caixas de 30 dúzias), aumentando pouco mais de 139% em relação a setembro.

Em função do fraco desempenho no bimestre agosto/setembro – até hoje inexplicado, pois alguns exportadores afirmam que, embora menor, o volume do bimestre não caiu de forma tão drástica – o acumulado nos 10 primeiros meses do ano segue negativo, apresentando redução de 14,18% em relação a idêntico período de 2018.

Essa queda, tudo indica, vai persistir no fechamento de 2019. E ainda que o total exportado no bimestre final do ano repita o bom resultado de outubro último, o índice de redução tende a aumentar. Por ora, o acumulado em 12 meses – quase 190,3 milhões de unidades (528,5 mil caixas de 30 dúzias) – se encontra 6,29% abaixo do registrado nos 12 meses imediatamente anteriores.

  • Fonte: Notícias Agrícolas 
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Fechar
Fechar