AgroEconomiaAgroNegócio

Suínos: Animal se valoriza e poder de compra de suinocultor aumenta

Os preços do suíno vivo continuam em alta no mercado interno

Os preços do suíno vivo continuam em alta no mercado interno. As valorizações do animal, inclusive, estão superando as verificadas para os principais insumos que compõem a ração (milho e farelo de soja).

Segundo pesquisadores do Cepea, esse contexto tem garantido aos produtores paulistas e catarinenses significativa melhora no poder de compra frente a esses insumos. As elevações nos preços do suíno estão atreladas à menor oferta de animais para abate e à demanda mais aquecida por parte da indústria.

Diante disso, a liquidez no mercado independente de suínos está elevada, mesmo com a entrada da segunda quinzena, quando, geralmente, o mercado tende a ficar mais lento. Na parcial de novembro (até o dia 21), o suíno vivo negociado na região de SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba) registra média de R$ 3,88/kg, alta de 1,57% frente à de outubro. No Oeste Catarinense, a valorização foi mais expressiva, de 4,8%, com o animal registrando média de R$ 3,68/kg em novembro.

 

FONTE: CEPEA

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo